Fernando Pessoa

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser…

 

Hay sin duda quien ame el infinito,
Hay sin duda quien desee lo imposible,
Hay sin duda quien no quiera nada,
Tres tipos de idealistas, y yo ninguno de ellos,
Porque amo infinitamente lo finito,
Porque deseo imposiblemente lo posible,
Porque quiero todo, o un poco más, si puede ser,
o hasta si no puede ser…

 

Álvaro de Campo (Heterónimo de Fernando de Pessoa)

 

Deja un comentario